Top 5 Piores Professores O que não precisamos como exemplos em sala de aula

Top 5 Piores Professores O que não precisamos como exemplos em sala de aula

o sentido da palavra professor nem sempre é traduzido da melhor forma, por isso neste vídeo você vai conhecer 5 exemplos do que há de pior nesta profissão e envergonham o sentido real desta palavra.

Antes não esqueça, inscreva-se no canal e ative as notificações para receber novos conteúdos!

Mas vamos a lista:

A professora de inglês, Leonora Rustamova, de 39 anos, foi demitida depois de publicar um romance “com conteúdo um tanto inapropriado” que detalhava as fantasias sexuais de seus alunos.
Este romance continha contos cheio de palavrões e situações não recomendadas como exemplos, entre elas, roubo de celulares, crianças mantando aulas e ateando fogo em si mesmas, além é claro de promover relacionamento entre professores e alunos e campeonato de miss para alunos gays.
Como a professora não se preocupou com limites e nem com ninguém, incluiu inclusive nas histórias, outros professores e até o próprio diretor.
Pais e filhos fizeram campanha massiva pela permanência da professora, mas seu afastamento foi inevitável.
E talvez você pergunte, os pais gostaram? Olha talvez tenha faltado a professora colocar o nome deles no romance. De qualquer forma a professora foi criar seus contos eróticos em outro lugar.

Nosso segundo caso, é um tema bem atual, no que diz respeito a questão interdisciplinar, ou seja promover ensino planejando entre duas ou mais disciplinas, porém neste caso, dois professores se reuniaram para dar uma aula de dança que passou dos limites até para os alunos.

3 – Os professores que fizeram uma dança sensual num evento escolar

Dois professores levaram uma competição de dança longe demais em Winnipeg, Canadá. Em um evento comemorativo no colégio Churchill, a professora de educação física, Chrystie Fitchner, e outro professor fizeram uma coreografia sensual ao som de música eletrônica na frente de cerca de 100 alunos adolescentes.
O vídeo caiu no youtube e teve repercussão extremamente negativa. Os dois professores foram despedidos.
No vídeo a professora esta sentada em uma cadeira, com as pernas abertas e movendo o quadril. O professor se aproxima e começa a dançar de maneira provocante. Os próprios estudantes se sentiram chocados com a demonstração da dança, que chegou ao ápice com encenação de palmadas e simulação de sexo oral.
Depois do vídeo, os professores literalmente dançaram, e talvez foram fazer isto nas madrugadas em ambiente propicio
3. Todo professor sabe que errar é humano, mas um grande erro é fatal.
A professora Crystal Defanti quis agradar seus alunos do quinto ano distribuindo um DVD de memórias da classe, porém o DVD continha muito mais do que isto.
Entre cenas dos alunos sentados em suas mesas e batendo palmas, um corte na gravação mudava o conteúdo para cenas pornográficas envolvendo a professora.
Você já imaginou, sentar com o filho para ver as lembranças da turma e acabar conhecendo na verdade quem estava dando aula para o seu filho. Foi isto que aconteceu porque cada criança levou o dvd para casa para assistir com os pais.
Embora a professora tenha percebido o erro, acabou sendo tarde de mais

A professora acabou sendo demitida e foi viver suas fantasias longe da escola.

4 – Nosso quarto exemplo de pior profissional, vai para professora que achou engraçado compartilhar na sua rede social fotos de uma criança para que ela se tornasse motivo de piada na internet.

A estudante Ukailya Lofton, da escola Overton, de Chicago, EUA, foi fotografada por sua professora, que postou as fotos em seu Facebook para os amigos caçoarem do penteado da garota.
A menina Ukailya chegou à escola com balas da marca Jolly Rancher amarradas em suas tranças, depois que viu o penteado em uma revista.

A medalha de ouro é brasileira e professora da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), esta professora fez uma aula em que colocava camisinha em um pênis de plástico, segurado por um aluno, usando apenas a boca.

Alguns alunos defenderam a professora nas redes sociais dizendo que este é o jeito descontraído de ensinar. “É uma didática sem tabu.!

O problema é que tanta a professora como os alunos que a defendem este tipo de didática, não percebem que tal atitude desqualifica toda uma classe e que tal procedimento fere os direitos de quem está inserida em uma sala de aula como esta.

Você não precisa exemplificar numa faculdade algo que não tem nenhum propósito educativo ou que na verdade não compete a um professor ensinar.

educadorvc

leave a comment

Create Account



Log In Your Account